ArtRio

Martha Pagy Escritório de Arte apresenta novos trabalhos de Laura Erber e Marcelo Jácome​

A artista visual e escritora Laura Erber mostra​ ​ ​uma nova série de desenhos e prossegue na exploração do comportamento insubordinado das linhas, reforçando seu aspecto gráfico sobre o fundo agora preto. Cada desenho apresenta um momento ou cena do enovelamento de diversas linhas que parecem crescer e se multiplicar caoticamente a partir de um núcleo invisível.

Marcelo Jácome assim define a nova produção: "Essa série de trabalhos ressurge de uma época em que a rua foi por um tempo ateliê. Um tempo em que percebi que cor e precariedade seriam terrenos interessantíssimos de exploração. Essas colagens aparecem neste momento como afirmação dessas duas instâncias constituintes do meu trabalho. Assim sendo, ofereço a vocês Madureira Pop. "

Sobre os artistas:

LAURA ERBER ​
Laura Erber é artista visual e escritora. Realizou exposições individuais no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Casa de Cultura Laura Alvim, Fundação Miró (Espanha) e Centro Internacional de Arte e da Paisagem de Vassivière (França). Teve seus trabalhos expostos em diversos festivais internacionais de cinema e centros de arte no Brasil e na Europa (Grand Palais, Jeu de Paume, Iaspis, Nikolaj Kunsthalle, Centro Cultural Banco do Brasil). Foi artista residente no Centro de Arte Contemporânea Le Fresnoy (França) e na Akademie Schloss Solitude (Alemanha). Desde 2007 colabora com a peformer Marcela Levi. É autora de Ghérasim Luca (Eduerj 2012), Os corpos e os dias (2006), Vazados e Molambos (2008) e a ficção Esquilos de Pavlov (2013); em 2012 integrou a antologia da revista inglesa GRANTA com os 20 jovens melhores escritores brasileiros em atividade. Traduziu 23 cartas a um destinatário desconhecido de Ghérasim Luca (Carnaval Press, Londres, 2016) e é professora adjunta do departamento de Teoria do Teatro da UNIRIO e do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UNIRIO onde ministra cursos na áreas de teoria da imagem, história e historiografia da arte, estudos de arte contemporânea.

MARCELO JÁCOME

Marcelo Jácome nasceu em 1980 no Rio de Janeiro, graduou-se em arquitetura em 2005 pela Universidade Santa Úrsula. Em 2001, iniciou sua formação em arte na EAV-Parque Lage com nomes proeminentes da cena artística brasileira, como Iole de Freitas, Glória Ferreira e outros.

​​Utilizando-se de um repertório material proveniente de um contexto urbano/popular, Marcelo permeia sua pesquisa com questões relacionadas ao conceito de espaço-tempo, o que lhe possibilita trabalhar em um lugar não definido entre arquitetura, pintura, desenho e escultura. Sua obra surge a partir de objetos escultóricos e instalações de caráter participativo, que tomam forma nas relações entre o bidimensional e o tridimensional, lugar e vazio, dentro e fora, dissolução da forma e autonomia da cor.

Marcelo tem participado de exposições e projetos no Brasil e no exterior, sendo relevante destacar: “Paper”, Saatchi Gallery em Londres | “Próximo Futuro” , Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa |“Rio” , Saltfineart Gallery em Laguna Beach | Site-Specific “Pontos Suspensos”, Escola de Artes Visuais do Parque Lage no Rio de Janeiro | “Building Bridges”, Fundação Rozemblum em Buenos Aires | “Jeux de Couleurs” , galeria Espace_L em Genebra | “Pórtico - Brasil Território Plural” , Jardin d’Acclimatation em Paris | “The Solo Project”, em Basel | “Made By... Feito por Brasileiros”, Cidade Matarazzo, em São Paulo | Echangeur22 Residência artística, França 2015| Feira Artrio 2016, estande Martha Pagy. Em Setembro de 2017, apresenta a exposição individual “Raum Farbe / Espaço Cor “na Brasilea Foundation Basel / Suíça. É convidado pelos Museus Castro Maya para criar uma instalação para o Circuito de Arte Contemporânea do Museu do Açude e inaugura a instalação “Multiedro Expandido” em Outubro de 2017.​

SERVIÇO:
de 10/11/2017 à 08/02/2018
Visitas por agendamento
Rio de Janeiro / Brasil: + 55 21 98141-3234