ArtRio

Claudia Hersz inaugura “É débito ou crédito?” na Portas Vilaseca

A Portas Vilaseca inaugura, na quarta-feira (10/05), a segunda individual de Claudia Hersz na galeria. Com curadoria de Ivair Reinaldim, a exposição “É débito ou crédito?” apresenta uma série de trabalhos que discute o imaginário simbólico das comunidades tradicionais indígenas, a colonização européia, o mito de Ícaro e cartas de baralho.

Composta por tecidos, assemblages e livro de artista a mostra, nas palavras do curador, identifica na poética de Claudia Hersz “um fazer manual, meticuloso e delicado, uma habilidade artesanal”; e acrescenta: “Contar histórias é se diversificar, estar atenta às sutilezas, aos detalhes, àquilo que nem sempre se dá importância, mas também olhar para o que já está por demais visto, analisado, narrado (...) Claudia Hersz escolheu fazer isso como uma cronista.”

A Portas VilaSeca Galeria fica na Av. Ataulfo de Paiva, 1079, ss 109, Leblon. Funcionamento de segunda a sexta, das 11h às 19h, e sábados das 11h às 14h. Entrada gratuita.

Sobre a artista

Claudia Hersz vive e trabalha no Rio de Janeiro. Suas principais exposição recentes incluem: A Minha Coleção, Casa França-Brasil; Aquilo que nos Une, Caixa Cultural Rio e São Paulo; Intervenções, Museu Da República; Contextos Contemporâneos, Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea; Cosmopolita, Galeria IBEU. Possui trabalhos na Coleção Gilberto Chateaubriand/Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro; Pinacoteca Municipal de São Paulo; e Universidade da Amazônia, Belém; além de importantes coleções particulares no Brasil e exterior.